• 210 986 959
  • Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.

Principais problemas de segurança no armazém e como evitá-los

Em 2016, 5% dos trabalhadores do armazém sofreram uma lesão ou doença ocupacional. Como um dos locais de trabalho mais perigosos em qualquer sector, os funcionários e gestores devem estar cientes dos inúmeros riscos de segurança que ocorrem em um armazém.
Dar atenção à segurança no local de trabalho e a prevenção de lesões aumentam as condições gerais de trabalho dos funcionários do armazém e contribuem para melhorar a eficiência do armazém. Felizmente, existem muitas maneiras simples de evitar que esses riscos ocorram.


Aqui estão alguns dos principais problemas de segurança do armazém e como evitá-los:
Problema nº. 1: Desarrumação nas áreas de trabalho
Escorregões, tropeções e quedas são algumas das principais causas de lesões que resultam em perda de trabalho dos trabalhadores do armazém, e a principal razão para muitas dessas lesões é ter áreas de trabalho desarrumadas.
No decorrer do dia, as áreas de trabalho ficam cheias de inventário e embalagens, derrames acidentais acontecem e ninguém limpa o derrame adequadamente, e os funcionários armazenam o equipamento incorrectamente. Todas essas situações representam sérios problemas de saúde e problemas ergonómicos e afretam a segurança do trabalhador.
Solução:
Designe áreas para classificação, armazenamento e carregamento, com unidades de descarte de resíduos em intervalos regulares para materiais de embalagem. Armazene produtos de limpeza de fácil acesso, bem como métodos adequados de descarte de materiais perigosos. Assegure-se de que todo o equipamento tenha uma área de arrumação perto de onde é usado e que seja arrumado nessa área imediatamente após o uso.
A utilização de paletes de contenção de derrames é uma forma eficiente de evitar que os derrames de materiais perigosos contaminem as áreas de trabalho. Esteiras antiderrapantes e áreas de drenagem devem ser usadas para fornecer áreas secas para os trabalhadores enquanto os derramamentos são limpos.

Problema nº. 2: Técnicas de levantamento inadequadas
Lesões nas costas são uma lesão grave e comum, muitas vezes sofrida pelo pessoal do armazém, que representa 20% dos acidentes de trabalho. Essas lesões causam um impacto negativo na empresa, reduzindo a produtividade e o alto custo das baixas médicas e muitas vezes podem levar à perda permanente de funcionários.
Muitos factores contribuem para a alta taxa de lesões nas costas, como subestimar o peso ou a dificuldade em elevar uma carga, não usar as técnicas corretas para levantar um objecto pesado ou o uso incorrecto de equipamentos de elevação.
Solução:
Armazene os objectos a serem movidos manualmente a uma altura que não exija que os funcionários pressionem os músculos das costas. Incentive os funcionários a usar as técnicas corretas de levantamento dobrando-se nos joelhos e permitindo que suas pernas recebam a maior parte da pressão do levantamento. Proibir a equipa de levantar manualmente objectos mais pesados e utilizar equipamentos de elevação e carrinhos pelos funcionários. Certifique-se de que a equipa esteja treinada para usar este equipamento correctamente.

Problema nº. 3: Equipa sem formação adequada
O foco na eficiência e produtividade do armazém geralmente significa que a formação ocupacional tem prioridade sobre a formação em segurança. Embora a maioria das empresas ofereça aos funcionários uma formação de segurança única como parte do processo de integração, sem um curso regular de actualização, os membros da equipa rapidamente esquecem as práticas de segurança padrão. A falta de treinamento leva a lesões no local de trabalho e a danos no equipamento, o que reduz a produtividade.
Solução:
As regulamentações de segurança do armazém estão sendo constantemente revistas, por isso é essencial que todos os funcionários do armazém estejam actualizados com as práticas de segurança mais recentes. A formação em Segurança e Saúde no Trabalho (ACT) de uma só vez deve ser o padrão mínimo aceitável para a formação de segurança do pessoal. A formação de segurança e desenvolvimento profissional contínuo para toda a equipa do armazém é a melhor prática para garantir que a equipa esteja atenta aos riscos de trabalhar em um armazém, possa fazer avaliações de risco no local e tomar as medidas preventivas apropriadas.

Problema nº. 4: Arrumação deficiente nas áreas de preparação e carregamento
Outra situação frequente que causa numerosas lesões no armazém é a queda de itens. Itens mal arrumados podem deslocar-se durante a transferência ou devido a colisões com equipamentos e veículos de movimentação de cargas, causando vários ferimentos, desde pequenos cortes até ferimentos mais graves.
O armazenamento incorrecto também pode criar situações perigosas nas quais materiais perigosos incompatíveis entram em contacto uns com os outros ou contaminam outros produtos. Isso pode tornar-se um risco de incêndio ou representar um risco para a saúde dos trabalhadores.
Solução:
Caixas e paletes devem ser empilhados verticalmente, e quaisquer objectos que não sejam moldados de maneira que possam ser empilhados ordenadamente devem ser alojados em um recipiente que os impeça de mudar. Armazene sempre itens pesados no ponto mais baixo do rack e itens mais leves no topo. Toda a equipa deve usar equipamentos de protecção sempre que estiverem no armazém.


Problema nº. 5: Prevenção de Incêndio Inadequada
Incêndios podem devastar um armazém. Podem ferir gravemente o pessoal e resultar em perda de inventário, danos a equipamentos e propriedades e, em alguns casos, podem exigir que a empresa encerre o armazém por semanas para reparar o dano. Um incêndio no armazém pode ser financeiramente devastador para uma empresa.
A maioria dos incêndios em armazéns é causada por mau funcionamento de equipamentos eléctricos, chamas abertas - como soldaduras e derrames de combustível de veículos de carga. Os incêndios em armazéns podem ser evitados ou o dano minimizado com a implementação de alguns procedimentos simples de segurança.
Solução:
Vá além das medidas mínimas de conformidade. Assegure-se de que sua equipa participa nas formações regulares de incêndio e simulacros de segurança para memorizar locais de saídas, pontos de montagem e extintores de incêndio.
O armazenamento correcto de inventário, especialmente de produtos inflamáveis, é imperativo para evitar incêndios acidentais e para garantir que as saídas estejam prontamente acessíveis. No entanto, a medida de segurança contra incêndio mais eficaz é um sistema de difusores (sprinklers) de alto volume instalado no rack para apagar os incêndios antes que eles se tornem grandes demais para conter.

Problema nº. 6: Layout de armazém incorrecto
O layout do armazém contribui para a produtividade geral, mas também é um componente essencial para melhorar a segurança do armazém. Assim como um espaço de trabalho desordenado pode causar uma variedade de lesões ocupacionais devido a obstruções e obstáculos, um layout inadequado pode causar colisões e quedas, além de lesões relacionadas com uma ergonomia inadequada, como lesões por esforços repetitivos e distensões.
Solução:
Crie no seu armazém áreas de trabalho designadas, com aquelas directamente conectadas na cadeia de actividades próximas umas das outras. Este layout minimiza a contaminação cruzada e a perda de inventário.
A área do armazém que recebe a maior parte do tráfego diurno é a área de recepção. Ter uma área de recepção grande e garantir que os padrões de tráfego sejam adequadamente marcados reduz a probabilidade de colisões entre veículos e trabalhadores.
As sinaléticas, os requisitos de protecção e outros tipos de informações essenciais garantem que os funcionários estejam sempre atentos às normas de segurança no armazém e promovam uma cultura de segurança que vai além das práticas padrão mínimas.


Sobre Nós

A Inventário Total oferece o maior nível profissional e rigoroso de soluções de Inventário do Activo Fixo / Bens Imobilizado, Inventário de Stocks, Avaliações e Consultoria Patrimonial.

© 2011 Inventário Total | Soluções de Gestão Patrimonial